O hábito de se colocar no comando da sua vida

Nosso processo de aprendizagem acontece através da repetição.

A repetição cria o hábito.

Nossos hábitos nos definem. Resultam do funcionamento do nosso cérebro que prefere lidar com rotinas conhecidas, pois assim, gastam menos energia.

Algumas vezes, podem ser libertadores, outras, prejudiciais às nossas vidas.

Há momentos em que as circunstancias se encarregam de torná-los obsoletos.

Os hábitos arraigados merecem uma atenção especial, dependendo da maneira como se formam podem estar a um passo se tornarem maus hábitos.

Mudar um hábito é um desafio que envolve a mente e o corpo. Você vai precisar de uma motivação maior e muita perseverança.

 

Mudança de hábito implica mudança de vida, de DNA.(É como aquele quarto em que ficaram coisas emboladas, inúteis mas que você não toca)

 

Significa sair do piloto automático. Questionar.

 

Ao longo dos últimos dois anos trabalhando como coach tive a oportunidade de observar hábitos tão entranhados que na maioria das vezes as pessoas sequer percebem que eles existem. Porém, o que é possível notar é que ao entrar em contato com esse entendimento, os coachees colocam em prática um movimento que resulta em transformações imediatas.

Em muitos casos é possível observar o corpo físico se transformando.

 

Eu acredito que compreender como nossos hábitos podem transformar a qualidade de nossas vidas, é questão primordial. É o primeiro passo para transformar a qualidade da vida no planeta.

 

Nesse propósito, selecionei para você cinco hábitos muito comuns que podem ser identificados facilmente e que se transformados,  farão uma revolução imediata na sua rotina, e mais pra frente, na sua história:

DESCULPAS são comandos que criam uma bolha ilusória de proteção através da qual olhamos para o mundo. Nossas desculpas acabam nos tornando os senhores do adiamento. E passamos o tempo inteiro repetindo:

 

– Estou muito cansado.

– Não tenho tempo agora.

– Vou esperar um pouco porque preciso de alguém para me ajudar.

– Queria tanto fazer mas agora estou sem dinheiro

– Agora não dá, mas quem sabe no próximo ano.

 

Agindo dessa maneira, construímos um fardo pesadíssimo que inevitavelmente desemboca em algum tipo de frustração. E nos coloca nas mãos das pílulas mágicas da antidepressão.

Preste atenção nas palavras que você pronuncia, elas funcionam para o seu cérebro da mesma maneira que a tecla “enter” funciona para o computador. Cuidado!

 

ESTAR CONECTADO 24 HORAS é um hábito desnecessário.

Quem te disse que você precisa disso?

Desconecte e perceba como sua vida pode melhorar. Você não precisa ficar atualizado ao que acontece nas redes o tempo inteiro, o que vai fazer com tantas informações? Para que precisa disso?

Desligue seu celular quando não estiver trabalhando, ou quando precisar se dedicar concentradamente ao uma tarefa específica.

Você vai se surpreender com o resultado.

 

DIZER SIM PARA TODAS AS COISAS não vai tornar você uma pessoa melhor.

Dizer sim o tempo inteiro limita sua capacidade criativa e de realização, pelo fato de tirar você de sua concentração.

Você não precisa deixar os outros fazerem sua agenda.

Faça você mesmo.

 

A AUTOCRÍTICA EXCESSIVA, é como ter um grilo falante te dizendo coisas do tipo:

– Você não deveria estar aqui, este lugar não é pra você.

– Melhor você não se meter a fazer isso porque não sabe.

– Já tem tanta gente fazendo isso, por que você quer fazer também?

– Você não tem mais idade para isso.

 

Esse nível de autocrítica não serve para nada, senão para impedir que você fique a vontade para realizar o que deseja.

 

MANIA DE PERFEIÇÃO é o principal algoz da criatividade.

A mania de perfeição aniquila a criatividade. Errar é parte do processo. Lembre-se que nosso cérebro aprende com o erro. A primeira coisa que acontece quando estamos aprendendo a andar é cair. Se fôssemos esperar para saber andar antes de tentarmos, jamais andaríamos. Mania de perfeição limita, restringe, aprisiona. A perfeição não existe. Corra o risco. Erre rápido!

 

Em tempo, muito cuidado para não continuar pronunciando palavras ou frases que carregam cargas muito fortes de derrota como, está difícil, tenho que, eu devo, etc.

 

Sugiro que nesses momentos você troque por comandos como:

ESTÁ INTRIGANTE, EU ESCOLHO, EU QUERO ou EU DESEJO.

 

Assim você dá início a um novo hábito:

 

O hábito de se colocar no comando da sua vida.

9 comentários sobre “O hábito de se colocar no comando da sua vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *